Rossi bate Newgarden por 0,020 e lidera treinos livres no GP de Indianápolis 2

Alexander Rossi começou o GP 2 de Indianápolis no final da semana no topo. O americano da Andretti marcou a temporada mais rápida do principal treino livre deste final de semana, realizado nesta sexta-feira (29). O veículo nº 29 foi definido em 1min10s091.

O tempo foi simplesmente 0s020 mais rápido que o de Josef Newgarden, da Penske. O bicampeão da Indy superou seu tempo nos últimos minutos da ação e manteve um 1-2 de Andretti, já que Colton Herta estava na terceira situação com o veículo #27. O quarto lugar foi ocupado pela Penske, em posse do neozelandês Scott McLaughlin.

O 5 principal foi finalizado pelo espanhol Álex Palou, da Ganassi. Graham Rahal da RLL seguiu atentamente atrás, seguido pelo sueco Felix Rosenqvist e pelo dinamarquês Christian Lundgaard.

O brasileiro Hélio Castroneves ficou na 10ª posição. Com Meyer Knife, fez 1min10s369, à frente do americano Conor Daly, que terminou entre os 10 melhores com Woodworker.

Entre outros competidores do título, o pioneiro Marcus Ericsson foi décimo primeiro com Ganassi, Scott Dixon foi décimo quinto. Resolve foi décimo oitavo, enquanto Pato O’Ward foi simplesmente vigésimo.

Os veículos retornam à pista no encontro de passagem, que acontece às 14h (horário de Brasília).

Entenda MAIS: Onde assistir ao vivo o Indianápolis 2 Indy GP

Descubra como foi o treino livre do GP de Indianápolis 2:

A bandeira verde para a reunião de uma hora e meia foi levantada às 10h30. Fiel à forma, os minutos iniciais foram de pouca atividade na pista e mais mudanças. A volta mais rápida foi para Alexander Rossi, da Andretti, que fez 1min11s395. O responsável por tirar Rossi da liderança foi o atual herói Álex Palou, do Ganassi, que registrou 1min11s211 enquanto a preparação caminhava para os 25 minutos de duração.

O terço principal da reunião terminou com Palou dirigindo o caminho, seguido por Rossi, Newgarden, Harvey, Malukas, Grosjean, Ericsson, VeeKay, McLaughlin e Herta.

Christian Lundgaard, da RLL, teve o primeiro instantâneo de alarme quando se afastou da pista e parou na grama, mas descobriu como tirar o veículo da terrível circunstância e se manteve longe de uma parada de aviso.

A vantagem de Palou caiu nos últimos minutos do treino. Atualmente, o pioneiro foi o britânico Callum Ilott, da Juncos, que cronometrou 1min11s196, transformando-se no principal veículo movido a Chevrolet para estar no ponto mais alto do encontro. A euforia do britânico não durou muito tempo, com o holandês Rinus VeeKay, do Craftsman, começando a liderar o pelotão e então com 1min11s134, apesar disso, Josef Newgarden subiu imediatamente com a Penske para assumir a liderança, com 1min11s056.

Palou derrotou todos os competidores mais uma vez, registrando 1min10s979. Minutos depois, foi a chance de VeeKay começar a liderar o pelotão pela segunda oportunidade na primeira parte do dia, com 1min10s898. O holandês manteve o ótimo arranjo e, surpreendentemente, diminuiu a melhor pegada para 1min10s647. Primeiro cabeça da preparação, Alexander Rossi voltou a ocupar a posição principal com um período de 1min10s091.

Andretti fez 1 a 2 transitório na ação com o canadense Devlin DeFrancesco, que, com 1min10s604, passou para o segundo lugar. O brilho de Devlin não durou muito, com Conor Daly, Jack Harvey e Simon Pagenaud superando o tempo do piloto. Colton Herta também surgiu com uma marca decente, ficando atrás apenas de Rossi com 1min10s150.

Nos últimos minutos, ainda deu tempo de Josef Newgarden exigir a segunda situação com 1min10s112.

Similar Posts