Power bate Daly e conduz o treino livre da Indy em Iowa. Castroneves é décimo nono

O Australian Resolve da Penske impulsionou o treino livre de Indy para a rodada dupla de Iowa. No encontro realizado na noite desta sexta-feira (22), o piloto, que está em segundo no título, fez 90 voltas na oval, e fez a melhor temporada com 18s572.

O vice-campeão foi Conor Daly, do Woodworker. O americano, que marcou o posto principal de sua profissão logo na oval de Iowa em 2020, marcou 18s577, 0s004 mais lento que seu adversário australiano. O neozelandês Scott McLaughlin, colega de Power na Penske, finalizou os 3 principais formados por veículos controlados pela Chevrolet.

O atual campeão Álex Palou ficou em quarto com Ganassi, atrás do mexicano Pato O’Ward, da McLaren. Pioneiro do título e cúmplice de Palou, Marcus Ericsson foi 6º. Josef Newgarden, Graham Rahal, Jimmie Johnson e Scott Dixon equilibraram os 10 principais.

O brasileiro Hélio Castroneves, vencedor da prova em 2017, ficou em décimo nono lugar. Após 92 voltas concluídas no movimento, ele fez o melhor tempo em 18,948s.

A qualificação da IndyCar em Iowa acontece às 11h30 (GMT – 3) deste sábado. A volta primária de cada piloto enquadra a estrutura da Corrida 1, enquanto a volta subsequente molda a estrutura da Corrida 2.

Saiba mais sobre os treinos livres da Indy em Iowa:

A faixa verde para a hora e meia de treino livre foi lançada às 17h30 (horário de Brasília). Os veículos imediatamente entraram na pista para as voltas de arranjo, voltando aos boxes segundos após o fato. Ainda com pouco movimento na pista, o cabeça dos 10 minutos iniciais acabou sendo Conor Daly, da Craftsman, com um período de 18,577.

A vantagem de Daly manteve-se consistente quando o treino chegou aos 20 minutos. O mais próximo do motorista foi Josef Newgarden, da Penske, que teve um período de 18,759. A faixa amarela veio de forma interessante para o exame de pista. Os 10 melhores foram Daly, Newgarden, Rahal, VeeKay, Dixon, Ericsson, Rosenqvist, Sato, Pagenaud e Herta.

Após a liberação da pista, a preparação chegou aos 40 minutos sem alterações aos 10 principais. Álex Palou e Pato O’Ward tentaram trabalhar em seus tempos e entrar nos 5 melhores da ação. A atual campeã marcou 18s738, saltando para a segunda posição, enquanto a mexicana McLaren foi para a quarta posição com 18s808.

Practice entrou no último terço com Daly, O’Ward, Palou, Newgarden, Rahal, VeeKay, Dixon, Ericsson, Rosenqvist e Sato entre os dez melhores. A liderança possivelmente saiu das mãos de Conor quando faltavam 20 minutos para o fim do movimento. O novo ponteiro foi o Self control da Penske, que marcou 18,572. Um segundo amarelo para revisão de pista acompanhou 17 minutos restantes.

De fato, mesmo com a retomada do movimento, o tempo de Power não foi batido.

Similar Posts