Palou aclama McLaughlin após desafio do triunfo em Mid-Ohio: ‘Foi incrível’

Álex Palou segue invicto na temporada 2022 da IndyCar. O atual herói da classificação apertou o neozelandês Scott McLaughlin para o restante do GP de Mid-Ohio no último domingo (3), porém terminou em segundo lugar pela terceira vez este ano. O espanhol estava perto de começar a liderar o pelotão após a rodada principal de pitstops, mas uma bandeira amarela acabou se inclinando em direção ao piloto da Penske. De fato, mesmo sem a vitória, Palou elogiou o ótimo resultado em Lexington.

“Fiquei muito feliz, tínhamos um veículo rápido. A Honda deu-nos tudo o que queríamos hoje com o combustível. Essa é a razão pela qual tivemos a opção de parar mais cedo e fazer o undercut funcionar. Foi uma pena que tivéssemos essa bandeira amarela, pois estávamos dois segundos à frente quando passamos pela saída dos boxes”, disse o espanhol.

“De qualquer forma, são padrões semelhantes para todos. Seja como for, é ótimo estar de volta aqui, ótimo lutar até o fim. É realmente difícil passar aqui, de qualquer forma, assumindo que você está em uma técnica de pneu semelhante. Acho que fomos um pouco mais rápidos, mas não consegui ir além de Scott [McLaughlin]. Além disso, ele teve uma corrida impressionante”, disse Álex.

Palou completou a corrida com menos de um segundo atrás de McLaughlin. Esta foi a segunda vez este ano que os dois completaram nas primeiras posições, repetindo St. Pete na abertura da temporada 2022 da IndyCar. O espanhol descobriu que até pensou em tentar uma mudança séria, mas que, mesmo sem ter a opção de superar Scott, ele se divertiu muito à noite.

“Penso que tínhamos um veículo rápido, mas aqui é difícil ultrapassar com pneus semelhantes sem que ele cometa um erro. Ele estava maravilhoso hoje. Eu estava tentando obrigá-lo a essencialmente obter uma oportunidade. Tínhamos algumas portas abertas em potencial na curva 4, mas eu estava externamente e não estava exatamente uma ao lado da outra, então pensei que não era a escolha mais ideal.”

“Acho que fizemos o melhor com o que tínhamos hoje, não deixamos nada, como fizemos no circuito misto de Indianápolis, por exemplo. Isso foi decepcionante. Hoje foi divertido. Sinto que em qualquer ponto que eu subi na plataforma eu empurrei a pessoa da frente até a última volta, algo que aconteceu em St. Pete, Stylist e aqui”, finalizou o piloto da Ganassi.

Com sua quarta plataforma do ano, Palou chegou a 286 lugares e fechou o buraco para o pioneiro da Indy, Marcus Ericsson, para 35 lugares. A classificação retorna atualmente no dia 17 de julho, para o GP de Toronto, com inclusão total do Fantastic PRIX.

Similar Posts