Castroneves aclama veículo “estável” e celebra top-10 “impressionante” em Mid-Ohio

Helio Castroneves veio para sua posterior melhor consequência da temporada 2022 da Indy neste domingo (3) com um oitavo lugar no GP de Mid-Ohio. Começando em décimo quinto depois de ter sido impedido por Resolução no arranjo, o brasileiro explorou as relargadas e o grande sistema de Meyer Knife para conquistar posições e terminar apenas pela terceira vez em nove corridas entre as dez principais.

“Era um sistema decente pelo grupo, o veículo não era o mais rápido de todos, porém era extremamente previsível. Chegamos a um nível, mas você continua e tivemos a opção de atacar e proteger. Os amarelos não vieram em grandes momentos, mas acabaram ajudando nas relargadas, meu carro foi excelente nas relargadas, tive uma afinação extraordinária”, elogiou Castroneves após o GP de Mid-Ohio.

O melhor resultado de Helinho até agora havia sido um sétimo lugar nas 500 Milhas de Indianápolis, prova em que detém o recorde de triunfos com quatro ao todo. Depois de uma corrida desconcertante na Street America e uma aposentadoria em Detroit, o brasileiro finalmente conseguiu os focos que precisava. “Queríamos focos e chegamos hoje, um top 10 fenomenal e agora vamos para o seguinte”, finalizou.

O neozelandês da Penske, Scott McLaughlin, venceu o GP de Mid-Ohio após segurar Alex Palou, da Ganassi, nas últimas voltas. Com o resultado, Castroneves possui atualmente a décima sexta posição na classificação dos pilotos da IndyCar. O sueco Marcus Ericsson, da Ganassi, segue em primeiro lugar, com 20 pontos de vantagem sobre o Self Discipline, da Penske.

Um Indy retorna em 17 de julho para o GP de Toronto, com inclusão total do Terrific PRIX.

Similar Posts